Total de visualizações de página

Páginas

terça-feira, 8 de março de 2016

domingo, 6 de março de 2016

ÁRVORE AMIGA



Tangerineira do quintal!
Linda com seus frutos ainda verdes...


Plantar uma árvores é criar raízes...
A árvore produz beleza para os olhos
na mudança sutil de suas cores;
sons para nossos ouvidos
no embalo de suas folhas ao vento;
aconchego e abrigo com sua sombra
nos momentos de descanso do trabalho;
e, sabor para nossa boca com seu fruto.
Sua sombra protetora que, conforme o horário,
borda no chão variados rendados de luz
igual  estrelas reluzentes.
(Ana Fontes - 16/setembro/2005)

AMANHECER CINZENTO




O amanhecer hoje estava cinzento, triste, parecia até que Deus, 
desgostoso com a humanidade, tinha resolvido fechar os olhos 
e mostrar sua tristeza através da natureza.
Mas, ledo engano, ao elevar meus olhos,
fui presenteada com um belo espetáculo. 
O céu semi-encoberto, mas o sol por traz das nuvens, 
lançava seus raios e dourava seu contorno com um brilho estonteante.
Realmente Deus estava, em toda a sua onipotência, nesse belo espetáculo da mãe natureza.
Quero presenteá-lo com minha foto, e partilhar com você tão expressivo momento. 
A imagem foi registrada as 7 horas e mostra o que descortinei de minha varanda, 
durante meu exercício matinal.
O dia só poderá correr bem, 
após tão belo espetáculo, logo ao amanhecer!
Obrigado meu Deus, por mais esse dia de vida! 
(Ana Fontes - 16/abril/2009)

AMANHECEU





São cinco horas, a luz invade o quarto através da veneziana e de mansinho vai clareando e dando vida à escuridão. Essa luz resplandescente e a música suave dos pássaros anunciam mais um dia amanhecendo. 
Abro as janelas e portas, deixo a luz e aquele som inebriante penetrar por toda a casa. Da janela descortino o sol iluminando devagarinho as montanhas lá ao fundo, e seu  reflexo nas água da lagoa. Essa luz maravilhosa vai se erguendo, atravessa as palhas das folhas do coqueiro e ilumina toda a varanda, o verde das matas, o colorido das flores e o meu ser. 
O céu de um imenso azul, maravilhosamente indescritível, colore o meu dia. 
Bom dia, meu Deus!
Bom dia, natureza!
Bom dia, vida!
Bom dia meu amigo, minha amiga!
Mais um dia nasceu! 
Só temos a agradecer tão imensa dádiva!
(Ana Fontes-Janeiro/2004)